segunda-feira, 18 de maio de 2009

Borboletas estomacais, Tempestades cerebrais

Preciso tirar a tua voz dos meus ouvidos.

Preciso tirar o teu cheiro do meu nariz.

Preciso tirar o teu toque da minha pele.

Preciso tirar a tua cara dos meus olhos.





Caso contrário ainda vou dar em louco...




Mas acontece que eu sou rebelde e não quero.

Porque o que eu preciso mesmo, é de conhecer o teu sabor.




Caso contrário ainda vou dar em louco...

2 comentários:

Sarinha disse...

Como eu conheço essa sensação de querer e não poder...
De desejar e odiar...
São tantos os paradoxos que se prendem com a nossa existência...

Daniela Morgado disse...

tive de parar neste. simples mas com tudo.

bons textos por aqui*