sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

A Voar e a Correr

Eu sempre quis voar, no entanto muitas vezes achei que as minhas asas me eram negadas. Há muito tempo que me sinto numa espécie de gaiola. Algo muito pequeno.

Preciso de correr...

Preciso de Voar...

Quero correr montanha abaixo como um louco, cair e esfolar-me todo. Quero levantar-me de seguida, com um sorriso nos lábios, e recomeçar a correr. Quero correr montanha abaixo até uma escarpa, e atirar-me de olhos fechados, mas de braços abertos. Quero cair a pique e ficar grato por isso. Quero conseguir voar quando estiver a 10 cms do chão, e conseguir subir alto. Quero rir. Quero rir muito quando o conseguir. Quero provar uma nuvem branca. Quero abanar uma nuvem escura para que caia chuva. Quero fazer loopings no ar. Quero voar no meio de pássaros. Quero dormir numa árvore. Quero ver o nascer do Sol num lugar onde eu nunca estive. Quero provar coisas que nunca provei, quero ver gente que nunca vi.

Preciso de Voar, preciso de Correr. Correr por correr, correr como um louco, correr de olhos fechados, correr a rir. Mesmo caindo, mesmo não vendo onde vou dar, mas sempre de olhos fechados, sempre a rir, sempre feliz, sempre a correr como um louco.

Quero dar a volta ao Mundo sempre a Correr. Quero dar uma segunda volta ao Mundo a Voar. Quero fazer tudo o que nunca fiz. Quero fazê-las mais que uma vez. Quero acordar a sorrir mesmo quando está a chover.

Vou recomeçar do início... E desta vez vou aproveitar tudo. Não vou desperdiçar nada. Mesmo caindo vou estar a sorrir.

Agora as minhas asas têm espaço para crescer.

2 comentários:

Mauro disse...

Carpe Diem...!

Fii disse...

gosto especialmente deste. porque me identifico muito com elle nesto momento, porque eu também quero recomeçar com força. :)
já disse que escreves bem?