quinta-feira, 16 de julho de 2009

O amanhã

Mais um da rúbrica "Títulos On-Demand".



"O amanhã"

Hoje quando acordei julgava saber o que o amanhã me reservava. Tinha a minha vida toda pintada à minha frente, numa moldura dourada na parede de um museu. Não tinha margem para erros, sabia mesmo como ia ser. Estava tão enganado...

Hoje acordei bem-disposto. Olhei pela janela e o tempo estava meio mau. Fiquei um pouco desanimado, mas alguma coisa cá dentro me dizia baixinho "Amanhã vai ser um dia lindo...". Sentia-me como que o dia de amanhã fosse desenrolar todo o meu destino, era o dia de amanhã que ia fazer girar as engrenagens do tempo, mexer as alavancas do espaço.

O dia de hoje foi igual a tantos outros. Nada de muito mau, nada de muito bom. Um equilíbrio praticamente perfeito, o que tornou o dia perfeitamente aborrecido. À noite deito-me com a esperança do que se irá desenrolar amanhã.

Acordo. "É hoje!", penso... Vou à cozinha comer algo antes de sair. Na rua começo a pensar o que me acontecerá hoje. Será alguém com quem me irei cruzar? Será alguém que me irá ligar? Algo que irei ver? Enquanto ia distraído com os meus botões não notei numa pessoa que ia igualmente perdida no seu próprio pensamento e com a qual choquei. Entre pedidos de desculpas mútuos, surgiu uma pequena conversa que se resumiu a pedidos de direcções. Cada um seguiu à sua vida. Eu continuava pensativo, e nem olhei para a estrada. Mesmo quando estava prestes a colocar um pé na passadeira, um carro passou à minha frente, claramente em excesso de velocidade. Aquele homem salvou-me a vida sem saber. Foi nessa altura que soube... O amanhã não existe. O amanhã nunca chega. Tudo o que temos é agora, este preciso momento. O amanhã é a imagem de para onde queremos ir.

A estrada que construímos hoje é pavimentada com o que vivemos ontem, para chegarmos ao destino amanhã.



Este foi mais um post da rúbrica "Títulos On-Demand"
Post para a Fátima.

2 comentários:

Sarinha disse...

"A estrada que construímos hoje é pavimentada com o que vivemos ontem, para chegarmos ao destino amanhã."
Profundo! E muito bem dito! :p

Red disse...

Obrigado, saiu-me no momento.